Livro: O sublime peregrino

Mais uma vez a dupla Hercílio Maes e Ramatís se une para nos trazer uma obra fantástica. Desta vez, Ramatís se utiliza de suas palavras límpidas e extraordinária capacidade de detalhamento para nos transportar, quase que fisicamente, para o antigo reino da Judéia, palco da jornada de um dos personagens mais fantásticos da história desta humanidade: Jesus de Nazaré. O material é disponibilizado em formato de perguntas e respostas, modelo que já é famoso nas psicografias deste médium e o próprio autor.

Ramatís comenta que teve uma encarnação nesta mesma época da vida de Jesus, mas que não teve a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente e trocar algumas palavras. No entanto, a proximidade com outros personagens da época, somado ao fato de que o próprio Ramatís pesquisou os arquivos akáshicos sobre este tema, lhes dão a capacidade de descrever precisamente os fatos e acontecimentos que se desenrolaram durante a vida do mestre Jesus.

O texto se inicia contando como se deveu o nascimento de Jesus. Quais eram as características físicas e extrafísicas naquele momento da humanidade, e qual o propósito de se encarnar um avatar para tentar iluminar o pensamento daquele povo específico. Neste momento, Ramatís explica as condições religiosas, políticas e culturais daquele povo e o porquê deste projeto messiânico para aquelas pessoas. Descreve como eram as condições de vida da família de Jesus, não só de José e Maria, mas também de outros parentes e daquela região como um todo.

Em seguida, dá detalhes inacreditáveis da vida do Jesus criança e jovem. Seu bom coração e sua bem aventurança para com as pessoas, os animais, os fenômenos da natureza e seu espírito irrequieto e pulsante.

Em dado instante de sua vida, Jesus começa a ter suas experiências transcendentais e espirituais em momentos de meditação e reflexão, e assim compreende sua missão para com aquela gente. Neste momento da narrativa, Ramatís descreve um Jesus extremamente focado e obstinado para com sua missão, de maneira que renuncia quaisquer condições comumente humanas – como uma nova família, ou trabalho – para que assim se dê o seu projeto.

Todos os momentos críticos da história deste personagem são contados em detalhes, inclusive em relação às pessoas que o cercavam, como familiares (pais e irmãos) e os próprios apóstolos e seguidores. Também é relatada a história e o momento político, econômico e cultural de um reino judeu ocupado pelo exército romano, e quais eram as implicações desta ocupação. Ao final, Ramatís relata os últimos acontecimentos que anteciparam o julgamento e a crucificação de Jesus, e como consequência, sua morte e os desdobramentos disso. Curioso o fato de que o autor sempre recorre à Bíblia para às vezes compactuar com ela e às vezes desmenti-la. Inclusive, o autor explica que trata-se de um documento escrito muito tempo após a morte de Jesus e que há diversos pontos de contradição de informações, inclusive entre os próprios autores dos livros sagrados.

O livro discorre sobre pontos polêmicos da história de Jesus. Abaixo, cito alguns deles:

Jesus é filho de Deus ou Deus em si mesmo?
Na visão de Ramatis Jesus é Deus, mas sob a ótica de que Jesus é uma extensão, uma manifestação de Deus, assim como todos nós também o somos.

Qual a missão do Cristo?
Ramatis nos conta que Jesus veio para fazer um resgate cármico de almas daquela região da Palestina que já estavam em tempo de evoluir. De tempos em tempos um avatar é encarnado pra poder trazer luz e poder dar um “empurrãozinho” às pessoas que estão encarnadas, e que por si só estão “travadas” na roda das encarnações.

Jesus foi criado perfeito ou passou pelo mesmo processo encarnatório comum de todos os humanos?
Ramatis nos conta que, como acontece com todos os mestres, Jesus também passou por processos encarnatórios de muitas vidas até chegar naquele nível evolutivo.

Jesus quando jovem foi ao oriente receber aulas? Era Jesus um monge?
O livro não vai nos responder essa questão. No entanto, os que conhecem a cultura hinduísta ou um pouco de budismo percebe amplamente a similaridade destes ensinamentos com as parábolas disseminadas por Jesus.

Outro ponto de grande debate na história de Jesus é sobre sua ressureição. O que conta Ramatis sobre isso?
Ramatis atesta que o corpo de Jesus foi retirado do mausoléu por Pedro, na manhã seguinte ao sepultamento, e em seguida sepultado novamente em local propositalmente não divulgado. No entanto, apareceu em espírito semi-adensado para os apóstolos, que por poderem toca-lo, pensaram que tratava-se de seu corpo em carne e osso.

A QUEM SE DESTINA:
Por ter um conteúdo já bem conhecido pela sociedade ocidental e também pelo fato de ser uma leitura linear-temporal, o livro é de fácil leitura. Leitores com um pouco de intimidade com a bíblia cristã ou sobre os fatos da vida de Jesus terão melhor aproveitamento. Detalhe para o fato de que algumas passagens do material podem contrariar os conhecimentos de pessoas mais ligadas ao cristianismo mais tradicional.

Livro: O SUBLIME PEREGRINO
AUTOR: Ramatís (psicografado por Hercílio Maes)
ANO: 1964 (18ª Edição – 2016)
384 páginas
EDITORA Conhecimento (http://edconhecimento.com.br/)

Referências externas:


No vídeo abaixo, Wagner Borges nos fala sobre Ramatis. Vídeo curto de 7 minutos:


Post criado por:
Pedro Nunes Neto

Pedro tem background em tecnologia da informação, e é bacharel em fotografia. É astrônomo amador, amante da natureza e aprendiz eterno da espiritualidade. Universalista convicto, é leitor de temas como física quântica, doutrinas orientais, Conscienciologia, ocultismo, cosmogonia, ufologia e meditação.

Email: pedrones@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s