Livro: O segredo da flor de ouro

Apesar de se apresentar num pequeno volume, são basicamente dois livros em um. A primeira parte é de autoria de Jung e trata-se de uma análise extremamente analítica do trabalho de Wilhelm, ou seja, uma leitura do taoísmo sob a ótica da psicanálise. Aqui, nota-se a diferença de Jung para Freud. É possível observar como Jung era um pesquisador muito mais aberto à novas ideias que transbordavam os limites da psicanálise tradicional. Desta forma, sua análise contém nuances de conhecimento e experiências pessoais. Esta primeira parte é chamada de comentário europeu do conteúdo base de Wilhelm. No entanto, trata-se da análise cartesiana de Jung em cima da obra original.

Na segunda parte do livro é então disponibilizado o material original de Richard Wilhelm. Ele discorre sobre vários aspectos do taoísmo e filosofia antiga chinesa divididos em dois volumes: o segredo da flor de ouro e o livro da consciência e da vida. Nestes dois volumes, Wilhelm navega pela cosmogonia material e da consciência. O texto em si se assemelha muito à cosmogonia hinduísta quando se refere à conceitos como sopro primordial, espírito primordial, dentre outros. A seguir, ele descreve os conceitos parapsíquicos inerentes ao indivíduo, como bioenergias, projeção astral, tudo numa tônica oriental taoísta-budista.

Por fim, no último volume, são explicados conceitos sobre a meditação, reencarnação e aspectos da expansão de consciência. É interessante observar como os temas são sempre os mesmos da filosofia hindu, encontrados nos trabalhos de Helena Blavatsky, por exemplo, mas aqui dispostos numa roupagem taoísta, mais próxima dos antigos ensinamentos chineses.

A Flor de Ouro é a forma como os chineses chamam os antigos escritos que falam sobre esta espiritualidade escondida. E o segredo da flor de ouro é a espiritualidade superior. Principalmente no que diz respeito à consciência e à busca do superior através da meditação e da projeção.

Não é um livro de práticas. É puramente filosófico, apesar de que em alguns momentos são citadas, por exemplo, características espirituais presentes na respiração.

A QUEM SE DESTINA:
Material denso e não indicado para iniciantes. Jargão da psicanálise é muito utilizado na primeira parte do livro, ou seja, conhecimentos dos trabalhos de Freud e Jung podem ajudar no entendimento. O mesmo acontece com a segunda parte, onde há muita necessidade de abstração para o entendimento dos conceitos filosóficos da China antiga.

Livro: O SEGREDO DA FLOR DE OURO
AUTORES: Carl Jung, Richard Wilhelm
ANO: 1978 (15ª Edição – 2013)
144 páginas
EDITORA Vozes (http://vozes.com.br/)


Post criado por:
Pedro Nunes Neto

Pedro tem background em tecnologia da informação, e é bacharel em fotografia. É astrônomo amador, amante da natureza e aprendiz eterno da espiritualidade. Universalista convicto, é leitor de temas como física quântica, doutrinas orientais, Conscienciologia, ocultismo, cosmogonia, ufologia e meditação.

Email: pedrones@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s